iconeH.jpg
detective.png

Apresentação - Feriado de Primavera

A Aventura das Fadas de Cottingley apresenta uma nova perspectiva para o famoso caso das fadas de Cottingley, que capturou a imaginação do mundo por toda uma geração. Cinco fotografias foram tiradas por Elsie Wright e Frances Griffiths, duas jovens primas, em 1917. Publicadas em jornais, a história chamou realmente a atenção de Sir Arthur Conan Doyle, que as usou para ilustrar um artigo sobre fadas que seria publicado na edição de Natal de 1920 da The Strand  Magazine. 

Na época, Doyle havia se tornado um espiritualista feroz e interpretou as fotos como uma evidência clara e visível de fenômenos psíquicos. Durante os anos vindouros, Doyle escreveria inúmeras histórias ficcionais e artigos reforçando suas crenças no espiritismo (A Nova Revelação, 1918; The Vital Message, 1919; The Land of the Mist, 1926; The History of Spiritualism, 1926; entre outros). No entanto, fiel ao personagem que criara, ele deixou Sherlock Holmes longe de suas crenças, mantendo-o completamente cético.

 

A história cairia no esquecimento nos próximos anos, mas seria retomada em 1966, quando um repórter do Daily Express rastreou Elsie, que, de forma dúbia, deixou a impressão de que as duas garotas haviam tentado fotografar os próprios pensamentos. Somente em 1980 as duas primas admitiram que as fotos eram forjadas, usando recortes de papelão de fadas retiradas de um livro. No entanto, Frances manteve a afirmação de que a última e quinta fotografia era real. Atualmente, as fotografias estão em exposição no National Media Museum, em Bradford.

 

Neste conto, transformo as duas garotas em irmãs, criando uma trama onde os horizontes de Sherlock vão se alargar. Criado em uma família nobre, a sua percepção do mundo foi moldada pelos pais, colegas e os poucos amigos. À medida que se afasta do seio familiar e da concha criada pelas relações estratificadas da nobreza britânica, Sherlock vai descobrir que o mundo é muito mais vasto e complexo do que imaginaria. E que navegar por ele pode ser, ao mesmo tempo, excitante e perigoso.

 

Espero que, como eu, você se divirta lendo a história. Eu gostei particularmente de criar a jovem Cashmere Boswell. Espero ter a oportunidade de revisitá-la em algum momento.

 

Bom divertimento.

 

Andre Zanki Codenonsi, abril de 2019.

cottingley02.jpg
cottingley01.jpg