iconeH.jpg
detective.png

Apresentação - Feriado de Páscoa

O Mistério do Ovo de Fabergé é uma aventura que apresenta a relação entre os irmãos Holmes. Sir Arthur Conan Doyle deixou pouquíssimas informações sobre a infância de Sherlock Holmes, e boa parte do que coloco nestes contos e nos livros é baseado em especulações. No entanto, Mycroft Holmes é mencionado em pelo menos quatro histórias canônicas: A Aventura do Intérprete Grego, A Aventura do Problema Final, A Aventura da Casa Vazia e a Aventura dos Planos do Bruce-Partington.

 

Em A Aventura do Intérprete Grego, publicada em 1893 como conto, e em 1894 na coleção As Memórias de Sherlock Holmes, descobrimos, pela primeira vez, que Sherlock tem um irmão sete anos mais velho do que ele e, segundo as suas próprias palavras, com uma capacidade de dedução mais apurada que a do próprio Sherlock. Watson, assim como o leitor, fica perplexo ao descobrir que o seu amigo de longa data — a cronologia das histórias de Sherlock Holmes é extremamente complexa. Aqui, seguiremos a cronologia proposta por William Barin-Gould, que coloca a aventura em 1888, cerca de sete anos após o primeiro encontro entre Sherlock e Watson — tem um irmão.

 

Em 1891, Mycroft aparece novamente, de forma muito breve, em A Aventura do Problema Final, onde Sherlock Holmes “morre” no que seria o seu confronto com o Professor Moriarty e inicia o Grande Hiato, onde Sherlock Holmes permanece no exterior, escondido, durante quase quatro anos.

Em seu retorno, na Aventura da Casa Vazia, Mycroft é mais uma vez mencionado como sendo a única pessoa que sabia que Sherlock estava vivo e que providenciara fundos para o irmão sobreviver longe de Londres. Além disso, Mycroft teria mantido os alojamentos na Baker Street durante a longa ausência de Sherlock.

 

Finalmente, na Aventura dos Planos do Bruce-Partington, Mycroft aparece de forma mais enfática, e sua função nos meandros do poder britânico se revela para Watson e os leitores.

 

Mesmo com tão poucas aparições, Mycroft é um dos personagens sherlockianos mais admirados e pesquisados na longa tradição de aventuras do detetive mais famoso do mundo. Convém lembrar que mesmo Irene Adler, famosa em diversas adaptações e histórias paralelas, só aparece uma única vez nos contos de Conan Doyle.

 

Por fim, não seria possível encerrar esta breve introdução sobre Mycroft sem citar o Clube Diógenes, o famoso clube de cavalheiros de Londres onde não é permitido conversar. O Clube é citado na Aventura do Intérprete Grego e na Aventura dos Planos do Bruce-Partington.

 

Em Sherlock e os Aventureiros, Mycroft Holmes aparece como um jovem senhor, formado há pouco em direito, e que ocupa um cargo importante em uma instituição financeira. Enquanto Sherlock se preocupa com os deveres escolares, Mycroft está entrando, definitivamente, na vida adulta. De certa forma, ele serve como mentor para Sherlock; por outro lado, sua natureza fleumática impede que ele tome uma participação mais ativa em qualquer situação. É aí que Sherlock revela seu caráter e força, unindo um cérebro único com a disposição de fazer o que deve ser feito.

 

E a união dos dois irmãos será necessária nesta aventura que começa de forma inocente, como as grandes aventuras devem começar. Com um feriado e um convite para um final de semana em uma casa de campo.

Bom divertimento.

 

Andre Zanki Codenonsi, agosto de 2019.